domingo, 26 de fevereiro de 2017

Joice Hasselmann - "Lula e Dilma praticaram obstrução da justiça"

Em vídeo disponibilizado em seu canal oficial no Youtube no dia 20 de fevereiro, a jornalista Joice Hasselmann abordou relatório feito pela Polícia Federal sobre a conduta de lideranças importantes do Partido dos Trabalhadores para a proteção do ex-presidente Lula - a colunista afirma que "a Polícia Federal chegou à seguinte conclusão: Lula e Dilma são culpados de tentativa de obstrução da justiça. A PF fez relatório, enviado a Luiz Edson Fachin, argumentando que Lula e Dilma tentaram obstruir a justiça, tentaram impedir investigações da Operação Lava Jato, através da nomeação do ex-presidente ao cargo de ministro de Estado [que poderia, caso a decisão não fosse impedida pela justiça, ter conferido ao  principal nome da esquerda brasileira o foro privilegiado]".

Por ocasião da nomeação de Luiz Inácio Lula da Silva à chefia da Casa Civil, lideranças de oposição argumentaram que a escolha teve o fim exclusivo de impedir uma possível prisão do maior nome do Partido dos Trabalhadores, que era investigado pela Polícia Federal por suposto beneficiamento em esquemas de corrupção que envolveram grandes construtoras ligadas ao governo. Lula havia sido acusado de ter recebido dois imóveis de luxo, no Guarujá e em Atibaia, como forma de propina, paga por construtoras que realizaram obras importantes durante a administração do partido de esquerda. A administração petista afirmou, todavia, que a nomeação foi feita com base na influência que o ex-presidente poderia exercer, para tentar controlar a crise que levou ao colapso do governo Dilma.

Joice Hasselmann acrescenta: "tentaram obstruir a justiça através de um esforço para subornar testemunhas como Cerveró. Além disso, a então presidente, Dilma Rousseff, tentou usar o cargo de chefe do Executivo para salvar Luiz Inácio Lula da Silva do juiz Sérgio Moro. Essa definição é muito importante porque reforça todo o trabalho da Operação Lava Jato e valida a decisão do juiz Sérgio Moro, que há muitos meses divulgou os grampos telefônicos feitos nas comunicações de Lula, que acabaram capturando ligações de Dilma. A ex-presidente estaria usando o cargo para livrá-lo da cadeia".

A divulgação dos grampos telefônicos, ao fim de cada etapa da Operação Lava Jato, foi a estratégia utilizada pela justiça para garantir que as provas das investigações fossem conhecidas, e evitar quaisquer estratégias evasivas dos suspeitos, que tentariam necessariamente impedir que os delitos fossem descobertos e punidos. A abordagem foi copiada da postura tomada pelas forças de segurança da Itália, no caso que ficou conhecido como "Operação Mãos Limpas" - através dessas medidas, a justiça italiana foi capaz de registrar e punir grande quantidade de delitos do crime organizado no país europeu.

Veja na íntegra - Joice Hasselmann discute relatório da Polícia Federal sobre caso de tentativa de obstrução da justiça feita contra a Operação Lava Jato:



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...